sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Meu Final de Ano


O que eu fiz no natal?


O natal aqui é bem bonito mesmo... 

Confesso que não vi nenhum boneco de neve real, mas muitas casas colocam bonecos artificiais com luzes e tudo mais. 


Mas o que fiz no natal?

Treinei uai!

Sim, parece coisa de neurótico [e talvez o seja mesmo...], mas o fato é que como meu professor é descendente de russos e armênios, eles não comemoram o natal no dia 25, o natal deles ocorre na noite do dia 6 de janeiro para o dia 7 de janeiro. Ou seja, para ele era um dia normal, e como estou aqui para tentar aproveitar o máximo possível... Demorou! 


“Travail, travail, pratique, pratique Karluscha...”


Oui, oui...


Essa foi minha resposta super eloquente e super significativa... Super fluente meu francês não?


Embora agora já esteja bem melhor nossa comunicação, afinal, imaginem vocês um tiozão da rússia falando francês? 

As primeiras aulas foram muito engraçadas: às vezes ele começava a falar em francês comigo [com aquele sotaque, claro] e eu olhando com cara de conteúdo, então ele percebia e chamava a Sasha, conversavam em russo e depois eu falava com ela em inglês. 

Aliás, sempre que eu tinha uma dúvida mais complexa com relação aos exercícios e parte técnica, eu pedia socorro para ela.


Não falei da Sasha?

Ela nasceu nos Estados Unidos, mas muito criança se mudou para a Rússia, onde treinou ginástica artística e depois foi para a ginástica ritmica, onde seguiu carreira e fez parte da seleção da Rússia de GRD, depois começou a trabalhar com circo, e, finalmente, com o Cirque du Soleil. 

Entre os trabalhos, ela foi a coreógrafa pelo número de contorção do Kooza e também dá treinamentos particulares no Studio Leotard.


Vocês acham que eu fui o único sem noção a treinar em pleno natal?

Nada... Logo depois veio o Adil, um francês que trabalha num show nos Estados Unidos chamado Absinthe, do grupo Spiegel World


Pois é amigos, o pessoal aqui treina e muito. 


De resto, nada demais, aliás, não via a hora de acabar o dia, porque no dia 26, era o Boxing Day... Já tinha feito toda a programação depois do treino, já sabia as lojas em que eu queria ir e o que comprar.

Mas na real, foi tudo no sufoco, imaginem vocês que tinha mercadorias, que pela internet já tinha fila de espera... 

Para quem  não sabe, o Boxing Day, é um dia especial que ocorre logo após o natal, onde     as mercadorias são vendidas com 40% até 65% de desconto, vi em algumas lojas, produtos com até 75%. 

Sim... eles não são brasileiros mas nesse dia eles adoram uma fila, muitas lojas organizam filas para os clientes poderem entrar, cada uma tem seu esquema: entrar de dez em dez clientes, a cada X números de clientes que sai entra outros X... É uma correria danada aqui.

Outras lojas fazem Boxing Week, uma semana inteira de promoções diversas, mas claro, sempre os melhores produtos acabam primeiro, há casos de pessoas que chegam às 5h30 da manhã para já guardar seu lugar na fila.


É impressionante o poder de compra aqui, existem vários grandes centros de compras [Marche Central e Carrefour Angrignon] e ruas comerciais [Rue Masson, St. Hubert, St. Catherine...], sem contar os Shoppings Metro [Alexis Nihon e Centre Eaton] , e tudo sempre muito movimentado, apesar que no frio fica um pouco diferente, afinal, sair para passear com menos quinze ou menos vinte não é lá aquele programa.


Numa próxima oportunidade irei listar aqui alguns lugares brasileiros! Tem cafés e restaurantes de pessoas que vieram do Glorioso para cá. 


Até a próxima.


Um comentário:

Jemaxv disse...

SUga, comentei o seu primeiro post. Estou enviando o link para todo mundo poder dar uma olhada em seu diário virtual, inclusive para a minha sogra. Muito bacana! Gostei de ver como você escreve bem e como continua dedicado a tudo que acredita. Um grande abraço!